Projecto

Procurar no texto: O Recrutamento Parlamentar Em Portugal, 1834-1926. Uma Abordagem Comparativa
Coordenador: António Pedro Ginestal Tavares de Almeida
Investigadores: Jorge Miguel de Melo Viana Pedreira
Investigadores Não Pertencentes ao CESNOVA:

Paulo Patrício Caldeira Pereira da Silveira e Sousa

Paulo Jorge Chalante Azevedo Fernandes

Fernando José Grave Moreira

Carlos Dardé (Universidade da Cantábria)

João B. Serra

Maria Manuela Tavares Ribeiro (Universidade de Coimbra)

Maria Antónia Peña Guerrero (Universidade de Huelva)

María Sierra (Universidade de Sevilha)

Miguel Martorell Linares (UNED)

Fernando Catroga (Universidade de Coimbra)

Javier Moreno Luzón (Universidade Complutense)

Resumo:

Este projecto pretende fazer a análise global e sistemática, empiricamente sustentada, da configuração social e dos perfis e percursos políticos dos deputados, pares e senadores portugueses durante o período liberal (1834-1926). Numa perspectiva inovadora - simultaneamente diacrónica e comparativa - será contemplada quer a Monarquia Constitucional (1834-1910), quer a 1ª República (1910-1926). Por um lado, procurar-se-á identificar as tendências dominantes e as variações fundamentais em cada um destes regimes políticos; e, por outro, avaliar as persistências e descontinuidades registadas em quase 100 anos de liberalismo. Abrangendo um universo de mais de 3500 parlamentares, pretende-se elaborar um estudo rigoroso e pormenorizado, facultando à comunidade científica novos dados e novas interpretações.

Estes objectivos gerais serão prosseguidos através da construção de uma ampla base de dados prosopográfica. Esta será organizada legislatura a legislatura, uma opção metodológica que constituirá outro dos contributos relevantes do projecto. A base de dados integrará um leque alargado de variáveis de caracterização, divididas em dois grandes grupos:

(i) sócio-demográficas: origem geográfica; idade; origem social; credenciais académicas (nível de instrução, área de especialização, locais de formação universitária); profissão principal e natureza do vínculo ocupacional (privado ou público);

(ii) políticas: alinhamento partidário; cargos políticos anteriores e posteriores à estreia no Parlamento; número e duração dos mandatos parlamentares; estabilidade espacial e vínculos territoriais da representação parlamentar; extensão da endogamia política; vínculos com organizações de interesses.

O projecto irá  privilegiar a análise dos resultados quantitativos, relativos à  configuração da elite parlamentar. Serão também inquiridas outras dimensões de índole qualitativa associadas à representação parlamentar. Assim, serão abordados temas como a evolução da estrutura formal de oportunidades (leis eleitorais, critérios de elegibilidade, magnitude dos círculos), o papel dos notáveis e dos partidos na selecção dos candidatos, e as imagens coevas (literárias, políticas, iconográficas, etc.) do Parlamento, dos parlamentares e do seu desempenho. Para tal, utilizar-se-á um vasto conjunto de fontes, tais como textos literários e biográficos da época, opúsculos políticos, manifestos eleitorais, correspondência política e relatos de imprensa.

A compreensão do caso português será valorizada através da comparação sistemática, cronologicamente delimitada, com Espanha, durante o período da «Restauración»  (1875-1923), objectivo a concretizar em estreita colaboração com historiadores do país vizinho.
Palavras-chave: Parlamentares; Elite Política; Parlamento; Liberalismo
Grupos de Trabalho: GT1 - Modernidade Portuguesa e Sociologia Histórica Comparada,
Data de ínicio: 2006
Previsão de fim: 2009
Parcerias:

CESNOVA, FCSH-UNL (ISH, FCSH-UNL até 2007)

Entidades Financiadoras:

Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT-MCTES)

Referência: POCI/HAR/58007/2004

 

06 de Julho 2011

 
 Level A conformance icon, W3C-WAI Web Content Accessibility Guidelines 1.0 Acessibilidade[D] Concepção e desenvolvimento: Plug & Play