Projecto

Procurar no texto: Regionalidade Demográfica e Diversidade Social
Coordenador:
Investigadores: Luís António Vicente Baptista
Investigadores Não Pertencentes ao CESNOVA:

Teresa Maria Ferreira Rodrigues Santos Veiga, FCSH-UNL  (coordenadora)

Maria João da Silva Guardado Moreira, IP Castelo Branco

Ana Filipa Silva de Castro Henriques, FCSH-UNL

Maria Dalila Correia Araújo Teixeira

João Miguel Trancoso Vaz Teixeira Lopes, ISFLUP

Izabela Naves, ISFLUP

 

Resumo:

Em Portugal, os últimos anos foram marcados por alguma moderação do crescimento demográfico, devido ao declínio sustentado da fecundidade e a sucessivas alterações nos valores e sentido dos fenómenos migratórios. Essa desaceleração teve causas diversas, mas foi acompanhada pelo fenómeno de envelhecimento, mais evidente em zonas debilitadas por movimentos simultâneos de declínio de fecundidade e de volumes significativos de emigração e/ou migrações para outras partes do país, nomeadamente para o litoral e para os centros urbanos. Uma leitura mais atenta permite detectar vários quotidianos locais, a que correspondem diferentes processos de transição para a modernidade. Essas realidades só ganham expressividade quando analisadas à escala regional e quando cruzadas com indicadores não demográficos. \nEsta proposta de abordagem sobre os moldes em que se processa o desenvolvimento regional em Portugal surge na sequência de um trabalho que publicámos em 2001. Guiava-nos uma perspectiva apenas demográfica, que visava fazer um ponto de situação sobre os ritmos e direcções de crescimento da população portuguesa ao longo nos dois últimos séculos. Nesse sentido, fomos confrontados com a evolução percentual de cada distrito face aos efectivos totais de população recenseados em cada momento censitário. A análise comparada dos resultados, bem como a sua repartição no espaço nacional, levou-nos a percepcionar quatro diferentes tendências ou “histórias” regionais, definidas por padrões de comportamento demográfico concordantes a nível interno e suficientemente distanciados entre cada zona. O objectivo deste projecto consiste em enriquecer esta análise, recorrendo a variáveis económicas e de bem-estar social e sobrepondo-as às dinâmicas demográficas, numa perspectiva de longa duração, em que o passado e o presente se aliam, de forma a adiantar alguns cenários de futuro. De igual modo, as incursões etnográficas em freguesias-tipo das Áreas Metropolitanas (Lisboa e Porto) permitirão articular, ao nível das representações, atitudes e vivências dos agentes sociais, as regularidades patentes nas tendências e padrões sócio-demográficos com as configurações sociais do quotidiano.

Palavras-chave: Desigualdades Socio- económicas; Modelização Regional; Análise Prospectiva; Dinâmicas Concelhias
Grupos de Trabalho: GT3 - Mundos sociais, trajectórias e mobilidades,
Data de ínicio: Setembro de 2005
Previsão de fim: Novembro de 2008
Parcerias:

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, Forum Sociológico / CESNOVA a partir de 2007 (Instituição Proponente)

Instituto de Sociologia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto - ISFLUP (Instituição Participante)

Instituto Politécnico de Castelo Branco - IPCB (Instituição Participante)

Entidades Financiadoras:

Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT, MCTES)

POCI/DEM/58366/2004

01 de Julho 2011

 
 Level A conformance icon, W3C-WAI Web Content Accessibility Guidelines 1.0 Acessibilidade[D] Concepção e desenvolvimento: Plug & Play