Projecto

Procurar no texto: A inserção profissional dos diplomados do ensino superior: conciliação e conflito na relação entre o trabalho e as outras esferas da vida social
Coordenador:
Investigadores: Cecília Maria Silva Palma Dionísio
Investigadores Não Pertencentes ao CESNOVA:
Resumo:

Estudar a inserção profissional dos diplomados do ensino superior articula-se com o estudo da construção do projecto de vida, o qual engloba diversas dimensões: trabalho remunerado, práticas culturais, desportivas, partidárias, associativas e actividades relacionais (família, amigos, conhecidos). Os diplomados do ensino superior podem encontrar-se numa de quatro situações profissionais diferentes, emprego, desemprego, inactividade e formação mas, independentemente da situação em que se encontram perante o trabalho, têm necessidade de distribuir os usos dos tempos sociais, o que implica escolhas, que poderão levar a situações de conciliação ou conflito entre o trabalho e as outras esferas da vida social.

O investimento nas diferentes esferas pode ser mais ou menos condicionado pela situação concreta face ao emprego (horários de trabalho, nível de remuneração, constrangimentos do trabalho), pelos valores atribuídos ao trabalho e pelo grau de centralidade do trabalho na vida. A esfera do trabalho tem, assim, sido considerada a que mais pode condicionar as restantes, por proporcionar os recursos necessários para a concretização, no médio e longo prazos, de projectos de vida. Mas o investimento no trabalho pode ser a forma que os agentes sociais encontram para poderem investir nas outras esferas da vida social.

Com o presente Projecto, intitulado «A inserção profissional dos diplomados do ensino superior: conciliação e conflito na relação entre o trabalho e as outras esferas da vida social», desenvolvido em estreita articulação com o projecto «Percursos de inserção dos licenciados: relações objectivas e subjectivas com o trabalho» (PTDC/CS-SOC/104744/2008), em curso no CESNOVA – Centro de Estudos em Sociologia da Universidade Nova de Lisboa, pretende-se estudar a forma como os diplomados do ensino superior de duas das maiores universidades públicas de Lisboa, Universidade Nova de Lisboa e Universidade de Lisboa, avaliam a relação entre o trabalho e as outras esferas da vida social, no quadro do seu processo de inserção profissional. Para tal, adoptar-se-ão quatro eixos de análise centrais: i) «valores do trabalho», entendidos como as recompensas que os pretendem alcançar com o trabalho; ii) «centralidade absoluta (importância do trabalho na vida) e relativa (em comparação com as esferas do lazer, da participação social, da religião e da família) do trabalho»; iii) «outras esferas da vida social» (nas quais investem ou gostariam de investir); iv) «avaliação que os agentes fazem da forma como articulam o trabalho e as outras dimensões da vida social».

Ao conferir relevância ao modo como os agentes experienciam subjectivamente o seu processo de inserção, o presente estudo centra-se, do ponto de vista da sua temática geral, no quadro da terceira-via de estudos sobre inserção profissional, tal como esta é definida por Nicole-Drancourt e Rolleau-Berger (1995), pois pretende-se focalizar a análise nas trajectórias sociais e na observação dos quadros de interacção onde estas têm lugar. Por esta via, não descurando elementos de natureza estrutural, mas abordando a problemática no quadro dos agentes que experienciam o processo de inserção profissional.

Atendendo a que os diplomados constituem uma população heterogénea, pois diferem nas trajectórias e percursos de inserção profissional, de acordo com os recursos que podem mobilizar e as formações académicas que detêm, pretende-se conhecer a relação entre recursos objectivos e concretizações profissionais e como lidam subjectivamente com o trabalho, de forma a acedermos aos significados que atribuem ao trabalho na sua situação concreta e específica.

Tendo em vista desenvolver uma análise aprofundada dos significados atribuídos pelos indivíduos ao trabalho remunerado no quadro dos seus projectos de vida, de relevância crucial para a estruturação dos processos de construção identitária dos diplomados do ensino superior, o estudo terá por base metodológica um estudo extensivo, que contempla metodologias de investigação quantitativa e qualitativa.

Orientação: Professor Doutor Miguel Chaves

 

Palavras-chave:
Grupos de Trabalho: GT3 - Mundos sociais, trajectórias e mobilidades,
Data de ínicio: 2011
Previsão de fim: 2014
Parcerias:
Entidades Financiadoras:

Projecto de doutoramento em Sociologia na FCSH-UNL com bolsa da Fundação para a Ciência e Tecnologia (SFRH/BD/72273/2010)

21 de Fevereiro 2014

 
 Level A conformance icon, W3C-WAI Web Content Accessibility Guidelines 1.0 Acessibilidade[D] Concepção e desenvolvimento: Plug & Play